Terça, 16 de Julho de 2024
14°

Tempo limpo

Goiânia, GO

Especiais Aldeia

Aldeia Multiétnica abre programação na sexta, 12/7, na Chapada dos Veadeiros

Evento reúne representantes de etnias indígenas de todas as regiões do Brasil em imersão cultural que aproxima os participantes da cosmologia – maneiras de viver e entender o mundo – dos povos originários. Show de Zeca Baleiro encerrará edição.

10/07/2024 às 21h51
Por: Caroline Santana
Compartilhe:
Foto: Mauricio Euclydes Borges
Foto: Mauricio Euclydes Borges

A experiência cultural da Aldeia Multiétnica é única no Brasil: um grande encontro multiétnico de partilha de conhecimentos entre os povos indígenas e uma oportunidade de não-indígenas conhecerem de perto as culturas desses povos.                                                                                  

Cada edição reúne cerca de 5 mil pessoas, entre convidados e visitantes

No evento, que este ano chega à 16ª edição, indígenas de todas as regiões do País se reúnem para apresentar seus saberes, modos de fazer e usos e costumes de diversas maneiras (cantos, dança, gastronomia, pinturas corporais, arte); compartilhar as lutas por seus direitos originários e para manter suas culturas e territórios tradicionais; e debater com indígenas e não-indígenas as temáticas a respeito da realidade nas aldeias, por meio de rodas de conversa e da convivência diária com os participantes. 

Cada dia uma etnia realiza uma festa tradicional. As celebrações começam no amanhecer e vão até o início do próximo dia, quando o comando da Aldeia passa para outro povo. Uma programação que preenche os dias, tardes e noites com apresentações culturais, rodas de conversa, oficinas, palestras, vivências artísticas e feira de artesanato tradicional, mas também com tempo livre para conversas ao pé da fogueira, reflexões, descanso nas redes e banhos de rio. 

Em 2024, esta será a programação de festas dos povos:

Sábado 13 de julho - Kariri Xocó 
Domingo 14 de julho - Xavante
Segunda 15 de julho - Kayapó Mebêngôkré
Terça 16 de julho - Guarani Mbyá
Quarta 17 de julho - Krahô
Quinta 18 de julho - Povos do Alto Xingu
Sexta 19 de julho - Fulni-ô
 
Também está confirmada a participação de um grupo de indígenas do Canadá, das etnias Innu e Wolastoqiyik, de um grupo Yawanawá/AC, de um grupo do povo Rikbaktsa/MT e um grupo Panará (PA), além de convidados de diferentes etnias do Brasil e da América Latina, como a artista plástica Olinda Silvano (Shipibo-Konibo, Peru). 

A programação completa está no site www.aldeiamultietnica.com.br. 

A XVI Aldeia Multiétnica é patrocinada pela Embratur. O SEBRAE patrocina nesta edição a Feira de Experiências Sustentáveis do Brasil, que inicia na Aldeia Multiétnica no dia 13 de julho e continua até 27 de julho, encerrando no XXIV Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros.

A cada ano, um show encerra a edição. Além da programação com diversos artistas e músicos indígenas contemporâneos, como Tainara Takua, Cafurnas Fulni-ô, Lappa Yawalapiti, Heloisa Kariri Xocó e Owerá MC, já subiram ao palco Mateus Aleluia, Ponto de Equilíbrio, Ponto BR, Maria Gadú e Cordel do Fogo Encantado. Nesta edição, o encerramento fica por conta de Zeca Baleiro, que recentemente criou a trilha sonora do filme “De longe toda serra é azul”, sobre a vida do indigenista Fernando Schiavini, um dos idealizadores da Aldeia Multiétnica, que também será lançado na ocasião. Os ingressos podem ser adquiridos pelo Sympla: https://www.sympla.com.br/zeca-baleiro-na-aldeia-multietnica---chapada-dos-veadeiros__2470423.

Como participar                                     

Vivência

É possível se inscrever para participar da vivência por meio da compra de pacotes de 4 a 7 dias, com hospedagem em camping, hospedaria ou pousada, disponíveis no site https://www.aldeiamultietnica.com.br/vivencias/xvialdeia/. 

Há dois pacotes com foco nos shows do dia 20 de julho: Aldeia + Show + Camping (19 a 21 de julho) e Show + Camping (20 e 21).  

"Eu participei da Aldeia Multiétnica por ser artista e me interessar muito pela cosmologia, cultura e, em especial, cantos e danças indígenas, mas também porque tinha passado por uns processos intensos na vida e precisava me reconectar comigo mesma. Senti que a Aldeia era o lugar e fui. Voltei pra casa me sentindo renascida, mais forte e transbordando com tanta beleza e alegria vivenciada e com a sabedoria e doçura dos nossos irmãos indígenas. O termo “vivente” me chamou muita atenção... E eu ainda me sinto vivente, no sentido de me sentir mais viva mesmo, depois dessa experiência”, relato de Vanessa Vzorek, participante da vivência.

Visitação diária + noturna                                                                       

Também estão disponíveis os ingressos para visitação diária e noturna: https://www.sympla.com.br/evento/xvi-aldeia-multietnica---visitacao-2024/2513348                                        
 
Abriremos de 13/07 (sábado) a 19/07 (sexta).

O participante compra o ingresso único e escolhe um dos dias para fazer a visita.

Manhã: entrada a partir das 8h para o circuito de trilhas e cachoeiras (Almécegas I, II e III). 
Tarde: das 13h às 18h, acesso à programação dentro da Aldeia, com rodas de prosa, oficinas, apresentações culturais, venda de artesanatos e convivência com os povos indígenas presentes.

A novidade do ano é a visitação noturna na Aldeia Multiétnica nos dias 16 (terça) e 17 de julho (quarta), com entrada a partir das 17h e saída às 23h. Vagas limitadas.

Assim como os pacotes da vivência, que possuem descontos especiais, também há opções de ingresso meia entrada para: PCD (pessoas com deficiência), PCT (povos e comunidades tradicionais), professores e estudantes com comprovação, e moradores da Chapada dos Veadeiros com título de eleitor local.

Onde acontece

A Aldeia Multiétnica está localizada em uma área de preservação ambiental do Cerrado Cerrado de altitude com plantas endêmicas a 20 km de Alto Paraíso de Goiás/GO, no entorno do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, reconhecido como Patrimônio Natural da Humanidade pela UNESCO. 

O espaço segue o formato tradicional das aldeias Jê e atualmente tem oito casas indígenas construídas por representantes dos povos Kayapó/Mebengôkré (PA), Krahô (TO), Fulni-ô (PE), Guarani Mbyá (SC), Xavante (MT), Kariri Xocó (AL/DF), Alto Xingu (MT), Yanomami (AM) – esta última, no centro da Aldeia, foi desenhada por Davi Kopenawa, importante liderança, especialmente para o projeto, e é um lugar de trocas e encontros entre todas as etnias.

Um circuito cultural único, a oportunidade de conhecer a arquitetura tradicional e os modos de vida desses povos a apenas 220 km de Brasília.

Fora isso, três cachoeiras fazem parte do espaço e estão inclusas na experiência: Almécegas I, Almécegas II e a recente Almécegas III, exclusiva da Aldeia Multiétnica. Uma praia do Rio dos Couros completa as opções do atrativo.

A Aldeia Multiétnica

Mais do que um evento, a Aldeia Multiétnica é um projeto sociocultural que desde 2007 atua no fortalecimento das culturas e lutas políticas de grupos de mais de 10 etnias indígenas de todas as regiões e biomas brasileiros. Algumas delas: Kayapó/Mebêngôkré (PA); Avá Canoeiro (GO); Krahô (TO); Fulni-ô (PE); Guarani Mbyá (SC); Xavante (MT); Povos do Alto Xingu (MT); Kariri Xocó (AL/DF); e Karajá (TO). 

Mais de 10 mil indígenas de todas as regiões do Brasil já participaram da Aldeia Multiétnica. A participação se estende a pesquisadores, indigenistas, biólogos e especialistas em diferentes áreas referentes aos povos indígenas e comunidades tradicionais, que agregam às discussões e proposições da programação do projeto. Fora o evento no mês de julho, a articulação junto aos povos participantes acontece ininterruptamente ao longo do ano na Chapada dos Veadeiros, em Brasília e nos territórios indígenas. 

A Aldeia Multiétnica é realizada pela Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge em parceria com o Centro de Estudos Universais - AUM, entidades privadas sem fins lucrativos. Os preços dos pacotes da vivência são cuidadosamente calculados pela equipe, que organiza o evento desde 2007. Esses custos incluem alimentação para cerca de 300 pessoas, contratação de profissionais para todas as fases do evento, transporte e alimentação dos grupos indígenas de suas aldeias e manutenção da infraestrutura do espaço. As vendas dos pacotes e entradas diárias cobrem as despesas e garantem a continuidade do projeto.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Goiânia, GO Atualizado às 06h27 - Fonte: ClimaTempo
14°
Tempo limpo

Mín. 15° Máx. 29°

Qua 30°C 16°C
Qui 31°C 17°C
Sex 32°C 17°C
Sáb 31°C 18°C
Dom 32°C 17°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Ele1 - Criar site de notícias