Terça, 16 de Julho de 2024
19°

Tempo limpo

Goiânia, GO

Especiais Entrevista Especial

Jornalistas Unidos: Um olhar sobre a valorização da classe com Claudio Curado, Presidente do Sindjor Goiás

"Para isso, basta apenas o jornalista entender que vivemos num sistema capitalista, onde o baixo salário dele ajuda no lucro da empresa. Jornalista é trabalhador. Precisa se ver como tal." - Cláudio Curado

12/06/2024 às 07h24 Atualizada em 12/06/2024 às 07h40
Por: Redação
Compartilhe:
Claudio Curado, presidente do Sindjor Goiás, celebra as recentes conquistas nas negociações salariais dos jornalistas | Foto: Arquivo pessoal
Claudio Curado, presidente do Sindjor Goiás, celebra as recentes conquistas nas negociações salariais dos jornalistas | Foto: Arquivo pessoal

Em uma conversa franca e reveladora, o presidente do Sindicato dos Jornalistas de Goiás (Sindjor), Claudio Curado, discute os desafios e as conquistas da categoria em tempos de instabilidade econômica. Com uma trajetória consolidada no jornalismo, Curado está em seu segundo mandato à frente do sindicato, onde trabalha incansavelmente para garantir melhores condições de trabalho e salários para os jornalistas. Ele compartilha insights valiosos sobre a importância da participação sindical e os resultados das negociações salariais mais recentes.

Arena de Notícias: Presidente, o senhor acaba de finalizar mais um acordo salarial com as empresas. Temos boas notícias?

Claudio Curado: Sim. Pelo segundo ano consecutivo conseguimos reposição nos salários acima da inflação. E este ano um bom ganho na recuperação do valor do piso salarial, que é único em todo o estado. Agora estamos esperando apenas o Ministério do Trabalho homologar o acordo para postar nas redes e site do Sindicato. Mas ele já está assinado para vigorar a partir dos salários de maio, pagos agora em junho.

Arena de Notícias: Como se dão essas negociações?

Claudio Curado: São sempre muito difíceis. Há uma emissora de TV ligada a uma grande igreja evangélica nacional que há 5 anos insiste em zero por cento de aumento. Cinco anos sem aumento! Felizmente, ela vem sendo derrotada dentro do sindicato das emissoras, caso contrário os jornalistas que trabalham lá estariam há 5 anos com o mesmo salário.

Arena de Notícias: Então o proposto é sempre bem baixo?

Claudio Curado: No máximo, propõem apenas repor o índice de inflação. Mas conseguimos, com bastante diálogo, mostrar que as empresas somente terão bons produtos, no caso jornalismo, para vender a anunciantes, com jornalistas motivados com aumentos, mesmo que sejam pequenos, em seus salários.

Arena de Notícias: A situação poderia ser melhor?

Claudio Curado: Claro! Para isso, basta apenas o jornalista entender que vivemos num sistema capitalista, onde o baixo salário dele ajuda no lucro da empresa. Jornalista é trabalhador. Precisa se ver como tal. Fizemos assembleias de negociação salarial com baixa participação dos jornalistas. E mesmo assim, esta diretoria tem tido êxito nas negociações.

Claudio Curado revela um panorama das lutas e conquistas dos jornalistas em Goiás, destacando a importância da união e da participação ativa na vida sindical para alcançar melhores condições de trabalho. Com sua liderança, o Sindjor continua a defender os direitos da classe, enfrentando desafios com determinação e compromisso. "Podemos comemorar, mas a luta continua", ressalta Curado, convocando todos os jornalistas a se juntarem a essa jornada por um futuro mais justo e digno para a categoria. - Arena de Notícias

Arena de Notícias: Jornalista participa das atividades do Sindicato ajuda em negociações?

Claudio Curado: Sim. Um sindicato forte tem outro poder de negociação. Precisamos que o jornalista entenda que o sindicato é dele, não meu ou de outros dirigentes. Participar da vida do sindicato é o primeiro passo para poder enfrentar o dia a dia de opressão financeira das empresas.

Arena de Notícias: Quem nos lê agora e se interessar em se filiar e colaborar no sindicato, como deve fazer?

Claudio Curado: Lembro que todos os dirigentes nada recebem para doar parte de seu tempo na luta por todos os jornalistas. Dito isso, para quem quer se filiar, colaborar com o sindicato e participar da vida sindical, deve fazer contato com o Sindjor. Temos um zap: -62.99976.8289. Ali pode tirar dúvidas. A contribuição mensal é de irrisório 1% do salário. Para quem é MEI ou desempregado, é 1% do valor do piso. Isso não dá uma Heinken e um torresmo ao mês!

Arena de Notícias: Basta isso?

Claudio Curado: Claro que não. O jornalista precisa também fazer respeitar os acordos feitos pelo sindicato em nome da categoria. Sei das dificuldades que muitos passam, mas se não respeitamos o nosso piso não trabalhando por menos do que ele, como fazer as empresas nos respeitarem? Essa é uma questão complicada e que precisa de maior consciência de classe de nossa categoria. Se todos decidirem que não trabalham por menos do que o piso, as empresas terão de ter outra postura.

Arena de Notícias: Sobre as negociações, pode citar números?

Claudio Curado: Vamos a eles. Em 2023 tivemos, na época da negociação que é maio, uma inflação de 3,83%. Conseguimos 5,45% nos salários e 5,45% no piso, que foi para 2.900 reais.

Arena de Notícias: E agora, em 2024, como ficou?

Claudio Curado: Este ano de 2024, a inflação oficial em maio foi de 3,23%. Para salários, conseguimos um aumento de 4,00% e no piso foi maior: 6,9%. Praticamente o dobro da inflação. Com isso, o piso agora passa a valer 3.100 reais. Podemos comemorar, mas a luta continua! E espero mais jornalistas juntos nesta luta!

 

A entrevista com Claudio Curado reforçou a essencialidade do Sindicato dos Jornalistas de Goiás na luta por melhores condições de trabalho e salários dignos para a categoria. Sob sua liderança, o Sindjor tem conseguido resultados expressivos, mesmo diante das adversidades. No entanto, é fundamental que os jornalistas compreendam o valor da participação ativa no sindicato e da união de esforços. O Arena de Notícias endossa a importância de uma classe organizada e atuante. Colegas jornalistas, a luta por direitos e melhorias depende de cada um de nós. A presença de todos no sindicato não é apenas desejável, é indispensável para o fortalecimento da nossa profissão e a conquista de um futuro mais justo e equilibrado. by Luiz Cláudio Cavalcante - Editor de Conteúdo Arena de Notícias.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Goiânia, GO Atualizado às 09h43 - Fonte: ClimaTempo
19°
Tempo limpo

Mín. 15° Máx. 29°

Qua 30°C 16°C
Qui 31°C 17°C
Sex 32°C 17°C
Sáb 31°C 18°C
Dom 32°C 17°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Ele1 - Criar site de notícias